Informativo

Cultura e memória: CineMIRE – sob um olhar antropológico

O que é Cultura? Modos de viver e de estar em sociedade? A produção de representações por meio de expressões artísticas? Um conceito estático ou que tem certa flexibilidade? Em setembro, o Projeção Virtual tentará responder esta pergunta. Conversaremos com os responsáveis por diversos projetos e programas de extensão na UFV para conhecermos suas concepções sobre cultura e traçarmos um diagnóstico do que a extensão na Universidade Federal de Viçosa tem produzido em relação a este termo.

Nos textos anteriores da série, você pode conhecer o projeto Sarauzinho Literário (disponível clicando aqui), o programa RedeMoinhos (disponível clicando aqui) e dois projetos de exibições de filmes, o Cine DLA e o CineCom (disponível clicando aqui).

A memória é um dos principais mediadores de sentido na construção e continuidade de uma cultura ou de seus aspectos. Ela se materializa em fotografias, monumentos, textos, rituais, canções, objetos, celebrações e outros suportes, que atuam como gatilhos para acionar situações específicas ou coletivas em nossa mente. É a partir da memória que pensamos o mundo, pois são as referências que temos.

O projeto “CineMIRE: sob um olhar antropológico” utiliza filmes de caráter documental ou etnográfico (que enquadra em destaque costumes e ritos de um grupo), produzidos ou financiados de maneira independente, para evocar lembranças pessoais nos participantes e levantar questionamentos e reflexões sobre as relações e os lugares que estas ocupam. Para o projeto, é na memória que os indivíduos encontram sentidos, identificações e fermento para reinventar certas significações e pensarem sobre sua cultura – e o audiovisual evidencia elementos da cultura e ainda fornece uma compreensão artística e social do cotidiano.

Os filmes escolhidos para exibição no projeto, sempre em diferentes bairros de Viçosa, trazem, em sua maioria, temáticas emergentes e contemporâneas que sejam condizentes com as realidades do público envolvido. Por exemplo, após a exibição dos filmes “Tançá” e “Saberes do Sagrado”, guardas de congado de Viçosa e região foram convidados para compor uma mesa que apresentou outras realidades em frente ao documentário escolhido e compartilhou significados com o filme. Amanda Moura Souto, estudante de Ciências Sociais e bolsista do projeto, conta que “trazer pessoas de fora do ambiente universitário para as mesas de debate reforçam uma característica importante do CineMIRE, que é o respeito com outros saberes, que não o científico, como o saber popular e o saber tradicional”.

Após a exibição do filme “O Menino e o mundo”, no bairro de Rua Nova, o debate também se deu em torno de como a fotografia e o cinema podem ser gatilhos para acionar memórias do nosso passado. Amanda Moura conta que “senhoras se abriram e se mostraram emocionadas com o filme, porque ele foi muito importante para trazer lembranças da infância delas”.

Por meio do processo de relembrar, é possível construir uma imagem do mundo e de si mesmos – repensando nossos costumes e escolhendo como queremos contar nossas memórias e qual parte de nossa cultura queremos que persista no tempo. Pensando nisso, além das exibições de filmes, o projeto “CineMIRE: sob um olhar antropológico” também realizou oficinas de fotografia para crianças e adolescentes do bairro Rua Nova. Seis crianças participaram da atividade, onde puderam aprender conceitos básicos, como foco e enquadramento. Durante as oficinas, elas foram convidadas a experimentar o que aprenderam fotografando aquilo que havia de mais marcante para elas em seu bairro. As fotos foram organizadas em uma exposição, apresentando à comunidade o olhar das crianças sobre lugares afetivos e físicos do bairro. Amanda Moura afirma que o resultado da oficina foi excelente: “As imagens tiradas tinham não só um nível técnico, mas também um nível sensível. E elas utilizaram a fotografia como uma forma de documento e de memória. Quando perguntamos o significado de algumas fotos, elas respondiam que queriam guardar aquilo que podia sumir daí a um tempo, como uma árvore ou um coelho. É a construção agora de uma memória para o futuro”.

O projeto CineMIRE realiza a 2ª Mostra Itinerância Forumdoc em Viçosa em novembro. Para saber mais, acompanhe a página no facebook: https://www.facebook.com/projetocinemire/

CineMIRE

Exibição do filme “O menino e o mundo”, no bairro Rua Nova em Viçosa.

PEC – Pró-Reitoria de Extensão e Cultura

Ed. Arthur Bernardes, s/n – 2º andar – sl. 215 – Campus Universitário

Universidade Federal de Viçosa, Viçosa-MG – CEP: 36570-000

Tel.: (31) 3899-2156 – Fax: (31) 3899-2155

SAIBA MAIS SOBRE A UFV

Equipe de Desenvolvimento Web/UFV - 2013 - Mantido com Wordpress