Informativo

Em julho, Projeção Virtual apresenta uma série de matérias sobre Popularização da Ciência

A Universidade Federal de Viçosa é referência em pesquisa e produção de ciência dentro e fora do Brasil. Só até a metade deste ano, mais de 320 textos científicos de pesquisadores da UFV foram publicados, segundo a plataforma Integra. Porém, estes artigos e pesquisas costumam ser escritos em linguagem acadêmica, inacessível a boa parte da população. Mas como fazer com que os trabalhos feitos na universidade ultrapassem o limites das quatro pilastras e transformem a sociedade?

 O primeiro meio interessante para isso é a Divulgação Científica, que consiste numa espécie de tradução da linguagem científica/acadêmica para um meio mais popular e abrangente, tentando simplificar conceitos e noticiando novidades e descobertas importantes. Ela se torna bastante importante porque fornece curiosidades sobre o mundo, desperta interesse pelo meio dos pesquisadores e laboratórios e pode ajudar a sociedade a entender diversos aspectos de sua vida.

Recentemente, por exemplo, jornalistas da Diretoria de Comunicação Institucional da UFV (DCI) produziram uma matéria sobre a confirmação da tradição do uso da planta Quina do Mato como medicamento para problemas digestivos e de pele. Este texto se torna um trabalho de Divulgação Científica quando desmistifica e descomplexifica a pesquisa, fazendo com que tanto o processo quanto os resultados sejam entendidos pela maioria das pessoas.

Outra forma de transformar os resultados dos laboratórios em algo mais próximo da população é a Popularização da Ciência. Muito ligada à Extensão Universitária, esta prática envolve não a tradução de um conhecimento, mas na elaboração e aplicação das técnicas científicas na vida das pessoas. É uma forma de aproximar não somente a linguagem, mas também a própria ciência. Isto envolve uma nova concepção de museus, por exemplo, onde o público é convidado a tocar nos objetos e realizar experimentos junto da equipe.

Além disso, os pesquisadores saem da Universidade, encontram a realidade e também aprendem com ela, pois a comunidade também tem seu saber popular, que pode mostrar caminhos e inspirá-los.

Desta maneira, a Popularização da Ciência mexe com a participação popular e dialoga diretamente com diferentes camadas e movimentos da sociedade. Enquanto a Divulgação Científica busca produzir mídias mais compreensíveis, o objetivo da Popularização da Ciência é mais voltado para a transformação social direta.

Durante este mês, o Projeção Virtual irá produzir uma série de reportagens sobre Popularização da Ciência. Você vai conhecer os trabalhos de museus e espaços de ciência da UFV, saber mais sobre a Troca de Saberes que acontece paralela à Semana do Fazendeiro e se inteirar de projetos de extensão que promovem mudanças na comunidade quando popularizam a ciência. Acompanhe!

Na Sala Mendeleev, um dos espaços de ciência que serão apresentados no Projeção Virtual em julho, os elementos da tabela periódica são aproximados do público de forma lúdica.

Na Sala Mendeleev, um dos espaços de ciência que serão apresentados no Projeção Virtual em julho, os elementos da tabela periódica são aproximados do público de forma lúdica.

PEC – Pró-Reitoria de Extensão e Cultura

Ed. Arthur Bernardes, s/n – 2º andar – sl. 215 – Campus Universitário

Universidade Federal de Viçosa, Viçosa-MG – CEP: 36570-000

Tel.: (31) 3899-2156 – Fax: (31) 3899-2155

SAIBA MAIS SOBRE A UFV

Equipe de Desenvolvimento Web/UFV - 2013 - Mantido com Wordpress